EU MATO

Hello Folks, o livro que trarei hoje é do autor Giorgio Falleti.

A história se passa na cidade de Monte Carlo, que além de ser famosa por seus Cassinos é também mundialmente conhecida por sua segurança.

Mas essa segurança será colocada a prova quando um serial killer inicia uma carnificina na cidade, assassinando homens mundialmente famosos.

Uma característica que o serial killer utiliza para iniciar seu ritual da morte, é em todas as noites que irá matar, ligar para a rádio Monte Carlo e ter um diálogo com o locutor, dando dicas de suas próximas vítimas por meio da música e ao final da ligação soltar seu famosos bordão “Eu Mato”…

Este bordão também está presente nas cenas de seus crimes, assinado a sangue, além de uma outra peculiaridade bem macabra (a qual não vou comprar porque ai é spoiler demais).

Assim, o agente do FBI Frank Ottobre, que está passando sua licença do trabalho em Monte Carlo, para esquecer alguns traumas do passado, e seu amigo o delegado Nicolas Hulot, juntamente com a equipe da a Radio Monte Carlo, e da Sûreté da cidade, se desdobram para desvendar uma série de crimes de um psicopata extremamente inteligente que não deixa erros e nem rastros em seus crimes.

“-Até nisso nós somos iguais. A única coisa que nos diferencia é que, quando acaba de falar com elas, você tem a possibilidade de se sentir cansado. Pode ir para casa e desligar a mente e todas as suas doenças. Eu não. Eu não consigo dormir a noite, porque meu sofrimento nunca acaba.

-E nessas noites, o que você faz para se livrar do seu sofrimento?”

-Eu mato…”

Ps: além do mistério ser extremamente detalhado, irá também mostrar a mente do psicopata e o que o levou a se tornar essa máquina de matar.

Obs: o livro físico somente é vendido pela editora @intrinseca por R$ 39,90 reais ou em sites de Sebo Virtual.

Vale a pena a leitura, um dos melhores, senão o melhor livro de suspense e serial killer que já li.

O HÁBITO DA LEITURA

Hello Folks!

Se você não tem o hábito de ler e quer iniciar, sugiro que comece por um de ficção ou literatura, algum romance ou suspense (semana que vem trarei algumas indicações).

Se caso você já tem o hábito de ler literatura ou ficções e quer ir para livros técnicos, sugiro que comece por temas que abordam mudanças de mentalidade como Os Segredos da Mente Milionária.

Para ter a leitura em sua rotina aconselho:

1- desligar os aparelhos eletrônicos. Desliguem mesmo e escondam eles, assim nada irá atrapalhar sua concentração.

2- encontrar um ambiente confortável e silencioso, longe de ruídos externos.

3- meia hora de leitura por dia, no horário que você mais se sinta concentrado.

Conforme o hábito de ler passe a fazer parte de sua rotina, você automaticamente irá aumentar seu tempo de leitura.

3- De um a dois livros por mês.

Se acabar o livro comece outro em seguida, acabou um no mesmo instante já inicie outra leitura. Não pare!

4- Lembre-se leitura é disciplina, se não esta focando a noite, acorde mais cedo e tente ler mais antes de sua rotina diária, se caso não acordar mais cedo, leia no horário de almoço do trabalho, tudo é questão de adaptação.

Leitura, assim como exercícios físicos, é treino, constância e como já mencionei disciplina, vai causar desconforto, vai dar preguiça, mas vai valer a pena quando começar a perceber melhoras na memória, mais segurança para debates, e claro o prazer da companhia de uma boa história.

E o hábito pode virar um bom vício!

Benefícios da Leitura

Bom não é novidade que a leitura tem inúmeros benefícios, mas irei listar alguns aqui, quem sabe algum desses não inspire alguém a começar um livro, seja qual for o assunto.

1- estimula a criatividade: diferente de séries a leitura te obriga a usar a imaginação para imaginar cenários e personagens, principalmente a literatura e a ficção.

2- Melhora a concentração e a memorização: quanto mais você lê mais você exercita o cérebro e mais facilidade em memorizar informações você terá. Além de que é um bom treino para se concentrar, principalmente se estiver em um ambiente com muitos ruídos.

3- amplia o vocabulário e os conhecimentos gerais: quanto mais você lê mais palavras novas aprende, além de que ler livros de inúmeros assuntos (principalmente os técnicos) ajudam a formar opiniões.

4- melhora a escrita: assim como aprende novas palavras, a leitura ajuda em sua escrita, principalmente uma escrita mais formal e com menos erros gramaticais.

5- reduz o estresse: a leitura pode ser muito relaxante, tanto é que muitas pessoas preferem ler antes de dormir para acalmar o cérebro e pegar no sono. Além de que ajuda muito na ansiedade.

6- transporta o leitor para um outro mundo: a leitura, principalmente a ficção, faz com que o leitor use sua imaginação podendo viajar para qualquer lugar sem sair de casa.

7- ajuda a formar novas ideias: uma mente que tem o hábito de ler, tem mais facilidade em ter melhores ideias, além de um pensamento mais crítico e analítico.

8- e por fim livros são uma ótima companhia, principalmente para aquele dia chuvoso ou em tempos de coronavírus.

É isso galera, fiquem ligados que teremos muito mais dicas no blog! 🙂

Revolução dos Bichos

Hello, galera, hoje teremos um livro de George Orwell para vocês e esse eu indico para todas as idades, principalmente para quem é pré-adolescente.

Ps: o livro é tão bom e tão curto que li em uma tarde.

Revolução dos bichos é a história dos animais que vivem na Granja do Solar do Sr. Jones e que não estão satisfeitos com o modo em que o seu dono os trata, com muito trabalho, pouca comida e muita punição.

Um dia, um dos porcos mais velhos o Major teve o sonho de que haveria uma revolução, assim reuniu todos os animais para contar seu sonho e como ocorreria a revolução, além de como os animais viveriam felizes após essa revolução, com menos trabalhos, mais comida, liberdade e qualidade de vida.

Alguns dias após a morte de Major, o Sr. Jones esqueceu de dar a comida dos animais e esses famintos iniciaram, mais cedo do que pensavam, a revolução contada pelo porco ancião, espantando todos os humanos da Fazenda.

Após esta revolução, passou a comandar a fazenda, Napoleão e Bola de Neve trazendo sete mandamentos:

1- Qualquer coisa que ande sobre duas pernas é inimigo.

2 – O que andar sobre quatro pernas, ou tiver asas, é amigo.

3 – Nenhum animal usará roupa.

4 – Nenhum animal dormirá em cama.

5 – Nenhum animal beberá álcool.

6 – Nenhum animal matará outro animal.

7 – Todos os animais são iguais.

Além dos mandamento, existia o lema “quatro pernas bom duas pernas ruim”.

Porém, Napoleão nunca aceitava as ideias de Bola de Neve que era muito querido pelos bichos. E um dia o expulsa da granja, fazendo com que os animais acreditassem em vários planos conspiratórios de Bola de Neve.

E aqui uma observação: essa parte da história é uma metáfora para a história de Trotsky tendo que sair da União Soviética e Stalin manipulando as memórias dos Soviéticos, que George Orwell chamou no livro 1984 (tem resenha no igtv do insta) o duplo pensar, onde Stalin manipulava a população soviética para esquecer quem fora Trotsky e os que nasceram após sua partida nem saberem de sua existência. Aqueles que apoiavam Trotsky eram conhecidos como traidores e assim punidos.

Então voltando, com o tempo os animais que achavam que após a revolução haveria mais comida e menos trabalho aconteceu que com Napoleão no comando foi mais trabalho e menos comida, onde os animais trabalhavam exaustivamente na construção de um moinho e aqueles que estavam insatisfeitos com sua vida atual, eram ameaçados pela volta do Sr. Jones, achando que a vida anterior a revolução ainda era pior que a ulterior.

Nesse livro, assim como em 1984, George Orwell faz mais uma crítica ao socialismo autoritário da URSS, onde os bichos lutaram pela liberdade, mas por Napoleão ser um déspota viveram outra tirania.

E no final os porcos já estavam andando em duas pernas “quatro pernas bom duas melhor ainda”, usando roupas e vivendo na casa do Sr. Jones. O que era tudo proibido passou a ser permitido, mas somente para os porcos. E no final o novo mandamento era:

“Todos os bichos são iguais, mas alguns bichos são mais iguais que outros”.

Ps: bola de neve nunca mais foi visto, e os animais que o apoiavam foram mortos, o que até então era proibido também.

Bom gente, desculpa pelos spoilers, mas é um livro extremamente bom que vale a pena a leitura. Paguei 15 reais na Amazon. Aproveitem 🙂

Podres de Mimados

Hello galera, hoje teremos mais uma resenha de livro técnico e esse particularmente me agradou muito, por eu não ser uma pessoa que gosta de demonstrar emoções e sentimentos em público. Espero que gostem! 🙂

Em Podres de Mimados Theodore Dalrymple critica o excesso de sentimentalismo público, que se originou do movimento romancista do século XVIII e XIX e pelo famoso filósofo Jean-Jacques Rousseau, dono da famosa frase ” o homem nasce bom, a sociedade o corrompe”.

Antes de adentrar no assunto de sentimentalismo, irei explicar o que é romantismo:

O romantismo foi um movimento artístico, político e filosófico, surgido nas ultimas décadas do século XVIII na Europa que durou boa parte do século XIX. O romantismo tinha como marcas principais o sentimentalismo, a supervalorização das emoções, o subjetivismo e egocentrismo.

Já o filósofo Jean-Jacques Rousseau incentivava o abandono da vida nas cidades burguesas em favor de uma vida mais próxima da pureza do homem do campo, pobre e sem acúmulo de riquezas materiais desnecessárias e fruto do egoísmo burguês.

E justamente essa mentalidade romântica teve grande impacto no governo, na mídia, na literatura e nas universidades, se tornando assim “política da vítima” como escreve o autor do prefácio, que acabou por constituir numa desculpa para a incapacidade de enfrentar a vida adulta.

Ok Flávia, mas qual o sentimentalismo que o autor critica?

De acordo com Dalrymple é aquele não basta derramar uma lágrima em particular, longe da vista alheia, é necessário faze-lo, ou seu equivalente moderno, à plena visão do público.

E assim, o autor trás inúmeros exemplos em que a população cobrou demonstrações de emoções de figuras conhecidas, como por exemplo:

A Rainha Elizabeth na morte da Lady Di, em que o a população inglesa a criticou por não demonstrar sua tristeza e luto em público, por mais que tal atitude constituísse quebra de protocolo.

Outro exemplo que o autor traz, foi no caso de Madeleine Mccan, que sumiu em Algarve Portugal, por volta dos anos de 2007, um caso que existe muitas teorias da conspiração, por nunca terem achado a menina. A mãe fora muito criticada, por não aparecer para as câmeras e público chorando em desespero pelo seu luto, tendo sido até acusada, em uma matéria do New York Times, de que poderia ser a culpada pelo sumiço da criança, pelo simples fato de controlar suas emoções em frente as câmeras.

Dalrymple conta também casos em que pessoas escreveram biografias contando sua passagem pelo campo de concentração, e essas pessoas ficaram famosas por sua história inspiradora e triste, dando entrevistas na televisão e rádio e comovendo inúmeras pessoas. Porém, ficou descoberto mais tarde, que essas pessoas nunca nem passaram perto de um campo de concentração e que somente tinham intenção de entrar em um papel de vitima para que a sociedade sentisse pena dela, pois a sociedade tende a criar afeição e se solidarizar por quem passa por um momento de dor.

Uma critica muito boa que o autor faz também é quando o sentimentalismo se torna um fenômeno público da massa. Nesse caso, o sentimentalismo é agressivo e exigem que todos tomem parte. Uma pessoa que se recusa, afirmando acreditar que a causa objeto seja digna se exibição demonstrativa, torna-se praticamente inimigo do povo. É como se essas pessoas estivessem se recusando em reconhecer o velho adágio A Voz do Povo é a Voz de Deus, Vox Populi Vox Dei. E assim o sentimentalismo se torna coercitivo, isto é, manipulador de maneira ameaçadora.

Outro ponto importante que o autor trás é sobre a injustiça. Para ser injusto deve haver um julgamento e infelicidade e sofrimento não são evidências de julgamento.

E por último, como advogada, não poderia deixar de passar outro ponto importante o qual o autor aborda. As ações de indenização moral. Muitas pessoas procuram o judiciário para ações de indenização moral por puro vitimismo, pelo simples fato que o que ocorreu com aquela pessoa, por menor que seja, irá dar retorno financeiro a ela, e a pessoa sabendo disso se coloca em situação de vitima e tende até aumentar o problema do objeto da ação.

É isso galera, espero que tenham gostado da resenha. Este livro pode ser encontrado na Amazon pelo valor de R$ 43,00 reais. Aproveitem 🙂

Dicas Para Melhorar Os Seus Estudos

Hello Folks!

Hoje irei trazer para vocês as minhas técnicas de estudos, que são as que utilizo há anos e me ajudaram muito na época da faculdade e na época da OAB também. Espero que ajude vocês.

1 – Desligue os aparelhos eletrônicos.

Para ter um bom rendimento nos estudos é importante desligar todos os aparelhos eletrônicos, inclusive o celular! Eles atrapalham muito nosso foco, aquela olhadinha no instagram de 2 minutinhos pode acabar sendo de 30 minutos e fazendo com que se perca muito tempo.

2 – Tenha um marca texto.

A primeira dica que dou é para ter um marca texto, assim você poderá marcar tudo o que acredita ser importante, seja no resumo da matéria ou seja no livro (se caso for seu, não vá rabiscar livro de biblioteca ou de terceiros).

Está liberado marcar a página inteira se for necessário!

3 – Tenha um lápis ou caneta.

Após a primeira leitura, em que você marcou todo conteúdo importante do seu resumo ou livro, volte para o início e estude novamente tudo só que agora utilizando um lápis e vá circulando palavras chaves, o ato de circular essas palavras chaves irão te ajudar muito na memorização, principalmente se seus estudos são para uma prova que está por vir.

Além de circular palavras chaves, com o lápis ou caneta você também pode fazer seus próprios comentários e explicações, achou uma frase que te lembra algum outro assunto interligado, puxa uma setinha e escreve sua explicação, isso ajuda na memorização. 

4 – Faça resumos!

Após ler e grifar e após ler novamente e circular palavras chaves e fazer seus próprios comentários, faça um resumo com suas próprias palavras de tudo o que você entendeu.

5 – Explique a matéria que você estudou para alguém.

Explicar o que se aprendeu com os estudos, para mim, sempre foi a melhor forma de memorizar um conteúdo em épocas de prova, quando você explica, seu cérebro fixa muito mais as informações aprendidas.

E explicar escrevendo e demonstrando ajuda muito mais!

É isso galera, essas são as dicas que utilizo em meus estudos e espero que ajude vocês também! Aproveitem 🙂

Dicas Para Melhor Se Organizar Nos Estudos

Hello Folks!

Hoje irei trazer para vocês métodos e dicas para melhor se organizar nos estudos. 

Ps: Essas dicas auxiliarão tanto quem esteja estudando uma só matéria ou determinado assunto, como quem esteja estudando diversas matérias ou assuntos (quando falo em assuntos, são estudos fora de alguma instituição de ensino, estudos por conta própria).

Bom, vamos logo para as dicas!

1 – Tenha um planner, uma agenda, uma planilha!

Organizar sua rotina é a melhor forma de conseguir estudar todos os dias e ainda conseguir estudar tudo o que é necessário. Por isso é tão importante ter um esquema de estudos organizados.

Se você estuda uma só matéria ou um só assunto, organize sua rotina para estudar, todos os dias e a quantidade de horas que devem ser estudadas.

Caso você estude mais de uma matéria ou assunto, separe por dias, vou dar meu exemplo:

Neste exato momento estou estudando marketing digital, empreendedorismo digital (deixarei de fora minha rotina de leitura que é um outro post).

Eu separo o marketing digital para dias de semana à noite após o trabalho e o empreendedorismo digital para fins de semana, depois que já finalizei todas as pendência que eu tinha com o blog ou conteúdos no insta.

2 – Utilize os fins de semana!

Sim! Isso mesmo, os fins de semana são ótimos para estudar, sem horário com trabalhos ou faculdades e cursos.

“Ai Flávia, mas eu não gosto de estudar nos fins de semana” uma horinha ou duas horinhas, irá te ajudar muito no desempenho de seus estudos e coloque recompensas, caso consiga estudar as horas necessárias pode passar o resto do dia livre para desfrutar de seu lazer.

3 – Tenha cadernos separados.

Se caso você estuda mais de uma matéria é importante que tenha cadernos ou documentos separados, pois se junta tudo em um fica bagunçado, desorganizado, causando confusão e assim desmotivando os estudos.

4 – Organize um cantinho confortável para seus estudos.

Ter um cantinho em que você possa estar confortável, sendo ambiente silencioso melhora muito o seu desempenho nos estudos.

5 – Faça pausas em seus estudos. (Técnica Pomodoro)

Para quem está começando a iniciar uma rotina de estudos, essa é a melhor técnica, inventada nos anos 80 por Francesco Cirillo, em que consiste estudar por 25 minutos e fazer uma pausa de 5 minutos, estudar mais 25 minutos e pausar por 5 minutos, realizando essa sequência por 4 vezes, para no final das 4 fazer uma pausa de 30 minutos.

Fica aqui minhas dicas para se organizar melhor para estudar e semana que vem teremos dicas de estudos, para melhor memorização e concentração! Aproveitem 🙂

O MUNDO ASSOMBRADO PELOS DEMÔNIOS

Olá, caros leitores.

Antes de começar a resenha do livro, irei contar um pouco sobre seu autor, Carl Sagan, que eu particularmente adoro. Carl Sagan foi um astrônomo, físico, matemático e cientista importantíssimo para o século XX, lançando inúmeros livros e artigos. Sagan era agnóstico, ou seja, não afirma, porém não nega que exista uma força inteligente invisível que move o universo e por diversas vezes nesse livro, cita a frase de David Hume, do século XVIII “a ausência de evidencia não é a evidencia da ausência”.

OBS: irei apresentar aqui a parte mais teórica do livro, deixando de fora as que abordam sobre matemática, física, química, pois por não serem matérias que lido no meu dia a dia, posso acabar desestimulando a leitura, por não saber como explicar.

Sagan inicia o livro refutando lendas que os seres humanos acreditam, porém que cientificamente é impossível ter existido, como Atlântida. O autor explica que pelo movimento do solo do mar e os deslocamentos das placas tectônicas é impossível ter existido um continente entre a América do Norte e a Europa.

Outro assunto muito abordado no livro é a crença que os seres humanos tem em extraterrestres. Como cientista e astrônomo que juntamente com a NASA trabalhou para buscar vida em outros lugares do universo, explica que os episódios de aparições de desenhos extraterrestres em pastos ou trigos eram na verdade os fazendeiros querendo atrair a mídia. E acabavam frustrados que no final os repórteres ficavam famosos por divulgar as noticias e eles não podiam contar que foram eles próprios quem desenharam.

Explica que a maioria das pessoas que alegam terem sido sequestradas por UFO’S (objeto voador não identificado) sofreram abusos sexuais por alguns de seus parentes na infância.

Outro assunto importante que o autor traz no livro foi o início da discussão sobre a criação da bomba atômica e seu criador, além de explicar como a bomba termonuclear pode ser muito mais potente e fatal, que as bombas atômicas, podendo aniquilar os seres vivos. Sagan aborda esse assunto em seu livro, pelo fato de que muitas pessoas tem avesso a física e a físicos, por justamente terem o poder de fazer mal a raça humana e outros seres vivos, e ele demonstra que esses físicos são a minoria, sendo eles criticados por apoiarem armas que possam extinguir a vida na Terra.

Entende o autor que a caça as bruxas foram o maior delírio coletivo da história humana, justamente pela crença dos homens em demônios, sendo que não há comprovação de que exista. Na caça as bruxas, a pessoa que delatava alguma mulher (na maioria da vezes eram mulheres, infelizmente) recebia por isso, então um pai de família que estava vendo seus filhos passarem fome, delatava alguma vizinha, por motivos totalmente desconexos, as vezes até por causa de uma cicatriz, para ganhar uma recompensa monetária. Ocorreu que com as acusações aumentando, começou que as pessoas de classe média e classe alta estavam sendo acusadas e condenadas também, o que veio a colocar um fim na Inquisição, levando em consideração que uma hora não sobraria ninguém para contar história.

Por fim, Sagan defende a ciência na vida política e como os sistemas de educação deveriam incentivar mais a pesquisa e o governo financiar mais a ciência e os cientistas.

Bom pessoal, espero que tenham gostado, caso tenham gostado compartilhe com amigos e familiares e este livro eu comprei pela Amazon, no preço de R$ 28,90, porém neste momento esta R$ 23,50. 🙂

UMA TERRA PROMETIDA

Olá caros leitores.

Hoje teremos a resenha do volume um da bibliografia de Barack Obama, chamada Uma Terra Prometida, lançado no final de 2020. Confesso que foi a primeira bibliografia que li e que não tenho o costume dessa modalidade de leitura, porém vejo no Obama um homem íntegro, com muita compaixão e ombridade, o que me fez ter a vontade de ler sua história de vida.

Como falei anteriormente este é o volume um, que se encerra no ano de 2011, logo após a morte de Osama bin Laden e não há, ainda, data para o lançamento do volume dois.

Obama, que nasceu em Honolulu no Havaí, inicia sua bibliografia contando a história de sua família, de sua mãe, de seus avós maternos, e sobre seu pai, o qual não teve convívio. Conta também sobre sua infância na Indonésia, em que viveu com a sua mãe, seu padrasto e irmã mais nova, para depois contar o seu retorno a Honolulu onde passou a morar com seus avós maternos.

Obama deixa evidente em seu livro que desde criança sua mãe incentivava a leitura e que leu diversas obras de diversos autores clássicos da literatura, além de estudar filosofia, política, economia, que isso contribuiu muito para sua educação e experiências na vida. Aqui fica um ponto importante de como a leitura é necessária na vida das pessoas e que com certeza sem ela Obama não teria chegado a presidência.

Após contar sobre sua infância, Obama passa a vida de universitário, iniciando seus estudos na Occidental College, onde um tempo depois se transferiu para Columbia, se tornando assim bacharel em ciências politicas. Depois de alguns anos, mais precisamente em 1988, ingressou na faculdade de direito de Harvard, onde se formou como advogado.

Foi como estagiário de direito que Obama conheceu sua futura esposa Michelle e nesse ponto de sua bibliografia passa a contar sobre sua relação com ela e o como a admira pela mulher forte que é, além da boa relação que tem com a família de Michelle. Obama em toda sua bibliografia conta da sua relação com a esposa e com as filhas, e como lida com os tempos em que está ausente da vida das mesmas e como estas lidam também. Fica nítido que sua base sempre foi e sempre será sua família.

Antes de entrar na política os objetivos profissionais de Obama, que já era assistente social em Chicago, eram ser professor de direito e escrever livros, sem nem ter pretensão da vida política. Ocorre que observando as condições difíceis em que viviam as pessoas de baixa renda, e sentindo-se incomodado com tal situação, decidiu então concorrer para Senador do Estado de Illinois. Após o Senado de Illinois concorreu para o Senado dos Estados Unidos e como já tinha uma boa fama para presidente dos Estados Unidos.

Quando eleito presidente Obama tinha em suas mãos um país passando pela pior crise financeira desde a Grande Depressão de 1929, e conta detalhadamente o motivo que levou essa crise financeira, chamada de crise do subprime, qual foi a solução que seus economistas e ele encontraram para sair desta bolha, solução esta que ficou denominada como “teste de estresse” e sua delicada e crítica relação com os banqueiros e os investidores de Wall Street, principalmente após o ocorrido de que estes estavam utilizando do bailout (injeção de liquidez em instituições financeira próxima a falência para que possam honrar seus compromissos de curto prazo) para darem bonificação aos seus diretores, que com o dinheiro recebido compravam jatos e iates.

Obama deixa muito bem demonstrado a polarização politica existente nos Estados Unidos entre democratas e republicanos, e como os republicanos dificultavam para que nenhum projeto dos democratas, principalmente os elaborados pelo presidente, fossem aprovados tanto no Congresso como no Senado. Essa polarização e dificuldade de aprovar um projeto ficou evidente principalmente na parte em que conta do ObamaCare, que é uma Lei de Proteção e Cuidado Acessível ao Paciente.

Outro ponto crucial em sua bibliografia, são as guerras no Iraque. Iniciou sua campanha deixando claro que era contra as guerras Iraquianas e culpava o partido republicano por elas, todavia em determinado momento de sua presidência, foi necessário enviar mais trinta mil soldados para a guerra, até que montaram um plano para a retirada das tropas, porém ao enviar mais homens causou uma má impressão para seu governo.

Outros assuntos importantes foram as revoluções da Primavera Árabe, a crise financeira na Grécia, os encontros com o G20 e com a ONU, suas viagens ao exterior e inclusive uma delas até Brasília, na época do governo Dilma e ao Rio de Janeiro, onde foi ao Cristo Redentor.

Por fim, o livro termina, na minha parte favorita, em que encontram Osama bin Laden, vivendo em uma mansão no Paquistão. Assim, Obama juntamente com a CIA, desenvolve um plano militar, com os melhores homens da Inteligencia, para em uma missão capturarem bin Laden. Com a expedição militar sendo um sucesso, o que resultou na morte de bin Laden, Obama obteve uma melhoria em sua fama, o que o ajudou nas reeleições.

Assim, seu livro acaba nesse ponto, em meados de maio de 2011 e ficamos no aguardo do volume 2, que com certeza trarei a resenha para vocês. 🙂

Quem é a Flávia e qual sua relação com a leitura.

Olá, meu nome ´é Flávia de Oliveira, sou advogada e tenho 25 anos e sou do litoral do Estado de São Paulo e vim aqui contar um pouco do porque criei este site.

Desde a infância sempre fui apaixonada por ler e por criar histórias, dou esse mérito aos meus pais que sempre me incentivaram, então quando criança comecei com os gibis da Turma da Mônica. Com onze anos ganhei meu primeiro livro, que além de livro, também era ilustrado, o querido diário otário e eu era apaixonada, tinha todos e também sempre ia a biblioteca da escola toda semana pegar um livro diferente e gibis. Aos treze anos ganhei meu primeiro livro mesmo, sem ilustrações e só história, que foi Crepúsculo, da saga Crepúsculo, e ai com isso eu viciei, li também, Nárnia, Jogos Vorazes, The House Of Night, Agatha Christie e inúmeros outros.

Infelizmente, quando entrei na faculdade de direito, as matérias e as leituras jurídicas ocuparam um bom tempo da minha vida, e assim, abandonei os livros, ficando em um hiatos de 2013 à 2020, sim muito tempo, e como eles me fizeram falta.

No início de 2020 decidi estudar investimentos, e comprei alguns livros sobre, nesta leva de livros que comprei estava incluso o Código da Vinci, que foi um livro que sempre me recomendaram, mesmo assim pouco tinha tempo para ler.

Com o início da pandemia, passei a seguir a Gabriela Prioli, e a admirei pela quantidade de livros que ela já havia lido, fui olhar seus destaques de indicações e me interessei por alguns, principalmente por Anna Karênina de Tolstói e assim reclusa em casa, passei a ler livros e mais livros, desde romances clássicos, até politica, economia e história, e voltei a ter um forte vínculo com os livros, que foram uma companhia fundamental nesses tempos difíceis.

Assim, cada vez que eu lia um bom livro me dava vontade de indicar para o pessoal do instagram, porque eu queria que todos lessem e experimentassem as sensações que eu tinha ao ler um livro tão bom. Foi assim que, em outubro de 2020, eu decidi começar a gravar stories de resenhas de livros no instagram, evoluindo para igtv no ano de 2021 (aliás fiquem a vontade para conferirem @flaaoliveiraa).

Porém só indicar no instagram não me bastou, eu quero incentivar mais e cada vez mais pessoas a lerem e a criarem o hábito da leitura, porque é por meio dela que melhoramos a condição de nossas vidas, melhoramos o emprego e quem sabe o país.

Bom espero que gostem, tentarei postar com frequência.

Ps: tenham paciência sou de humanas e estou aprendendo.